quinta-feira, 8 de abril de 2010

Quantas vezes pensei em falar, mas não falei...
Tantas coisas tenho feito para enganar a solidão,
mas eu sei que não tem jeito de te arrancar do coração...
Ah como gostaria de fazer alguma coisa que me afastasse
do peito toda essa angustia, esse medo...
Queria ter mais um pouco de espaço para que esses sonhos
que eu sonho aqui em baixo, pudessem tocar o céu.
Ah como eu queria te abraçar, te alucinar por completo de
tanto amor, de tanto afeto... te despertar ja que o dia
nos deu o sol de presente e podemos sonhar.
Ah como eu queria me esparramar no teu colo
Te receber como a areia recebe as ondas do mar.
Só no tempo e no espaço estou longe de você
Porque aqui dentro do meu peito não vou te esquecer...
Quem mandou você deixar tanta saudade?
Postar um comentário